Lançamento do Livro Amor em Cartas
Lançamento do livro “AMOR EM CARTAS”

Autora Nair de Carvalho

Em sequência à exposição “ARTISTAS DA TAPEÇARIA MODERNA”, realizada em setembro de 2012, a Galeria Passado Composto Século XX, tem o prazer de fazer com exclusividade em São Paulo, o lançamento do romântico livro “AMOR EM CARTAS” com a presença da autora Nair de Carvalho, viúva do artista Genaro de Carvalho. Em anexo o convite para o dia 2 de outubro de 2013 , quarta-feira, das 17h às 21h na Alameda Lorena, 1996 nos Jardins em São Paulo.

Release do livro

“No encontro em São Paulo, poucos dias após ter me conhecido no Rio, as palavras de Genaro foram apenas: Adoro-te desde o momento em que te vi. Espero que você venha a me amar e se case comigo. As cartas, as fotografias e reproduções dos “retratos” que se encontram neste livro, dão bem a ideia do tamanho do amor pela mulher, da paixão pela musa e da gratidão pela companheira e sócia que Genaro sentia.”
Nair de Carvalho, autora e organizadora do livro, viúva de Genaro de Carvalho desde 1971, artista plástica com carreira internacional, que realizou sua mais recente exposição em julho de 2013 no Museu Costa Pinto em Salvador - BA.

“Genaro de Carvalho, o grande pioneiro da tapeçaria moderna brasileira, conheceu a bela Nair em setembro de 1955. Até o casamento em outubro de 1957, ambos mantiveram um intenso romance pautado por cartas que guardam a paixão do casal misturada a detalhes de uma Bahia e de um fazer artístico, para muitos, desconhecido ou esquecido. A seleção de cartas que aqui se apresenta resgata a intensidade de um amor eterno, deliciosamente pertinente em tempos de contatos apressados, mídias descartáveis e sentimentos efêmeros.”

Alejandra Muñoz, colaboradora do livro, uruguaia, residente desde 1992 em Salvador – BA, arquiteta, curadora e professora da Escola de Belas Artes (EBA/UFBA).

“Genaro se apaixonou pela bela manequim Nair ao vê-la desfilar em 1955. Desta paixão, nasceu em 1956, o amor e o romance eterno ao ouvir o desfile de inúmeros pontos que a exímia bordadeira conhecia. Nair introduziu o ponto “alinhavinho” para contornar e segurar as bordas das formas nas obras, que Genaro chamou de “milagre da musa”. Com o casamento em 1957, formou-se então, o lindo casal do talentoso e genuíno artista com a bela musa prendada, que alinhavou com amor e encantamento esta parceria de sucesso. Este livro romântico contendo as cartas de Genaro de Carvalho de 1955 a 1956, é testemunho da conquista do apaixonado pela sua adorada e amada Nair, que “foi gerada para ele” poeticamente expresso em uma de suas cartas.
Graça Bueno, diretora da Galeria Passado Composto Século XX inaugurada em 2002, que realizou em setembro de 2012 a exposição: “Artistas da Tapeçaria Moderna: Genaro de Carvalho, Jacques Douchez e Jean Gillon”.

FUNDAÇÃO PEQUENO PRÍNCIPE (SALVADOR–BA) entidade beneficiada pela venda dos livros.
A Fundação Pequeno Príncipe, localizada em Salvador- BA, é uma creche e casa de apoio beneficente, sem fins lucrativos, cuja finalidade é atuar no atendimento de crianças e adolescentes, abaixo da linha da pobreza ou em situação de risco, com sequelas de queimaduras, portadoras de lábio-leporinos e de outras deformidades congenitas ou adquiridas. Ildi Ürmenyi, húngara naturalizada brasileira, que desde a sua chegada em Salvador na década de 1970 trabalhou com diversas instituições beneficentes, teve sua vida transformada ao encontrar com uma criança com sequelas de queimaduras no Hospital Martagão Gesteira, fundando em setembro de 2001 a Fundação Pequeno Príncipe. Para Ildi que acredita que não basta cuidar apenas das crianças, sendo a família um fator fundamental no desenvolvimento psicológico delas, ela criou uma oficina-escola, ligada à fundação, para a ressocialização das mães das crianças.
Endereço: R. Vitorino Alves Moitinho, 16 - Castelo Branco, Salvador - BA, 41320-600 - Telefone: (71) 3392-0010 http://www.youtube.com/watch?v=GNgTDHn6eKE


LIVRO:
206 páginas.Impresso na Gráfica Santa Marta, em agosto de 2013, com tiragem de 500 exemplares. Capa em papel Kraft 300g/m2 e miolo em papel Pólen Soft 90 g/m2.

Assista abaixo o depoimento da autora:



voltar home