Ditos pelo Espedito | Mobiliário com Espedito Seleiro
A Passado Composto Século XX homenageia, com esta mostra, o grande artista Espedito Seleiro, em parceria com Luiz Fernando Dantas da TERRASSE.


Na arte do couro, eis aqui o rei!

Morador de Nova Olinda, município cearense a 55 km de Juazeiro do Norte, Espedito Velozo de Carvalho, mais conhecido como Espedito Seleiro, conquistou o Brasil com seus coloridos artefatos de couro. Começou, aos 8 anos, ajudando o pai a fazer selas e outros itens da indumentária do vaqueiro e, quando ele morreu, passou a produzir sapatos, bolsas e carteiras para aumentar a renda da família, com dez irmãos. Em 2005, seu trabalho cheio de identidade chamou a atenção da marca de Cavalera, que levou as sandálias de couro para as passarelas da São Paulo Fashion Week.

As peças de Seleiro também estiveram em famosos palcos musicais, vestindo Luiz Gonzaga e Dominguinhos, e no cinema: Marcos Palmeira usou as roupas feitas por ele no filme “O Homem que desafiou o Diabo”, de 2007. Mas não é só de sela, bota e gibão que vive a oficina do cearense, considerado o maior artista popular brasileiro nessa arte. Seleiro também executa artigos para casa, como móveis e almofadas. Sua mobília mais famosa, ele assinou em parceria com os irmãos Campana. Fernando e Humberto estiveram na cidade para desenvolver seis peças da coleção Cangaço, revestidas com o primoroso trabalho do artesão-artista.

Em 2019, depois de ter seus acessórios expostos na Embaixada do Brasil, em Londres, Espedito retorna ao mobiliário, acompanhado de ilustres designers modernos e contemporâneos na mostra “Ditos pelo Espedito”. A convite do empresário Luiz Fernando Dantas, um apaixonado pela nossa cultura, ele vestiu poltronas ícones, como a FDC1, de Flavio de Carvalho, a Paulistano, de Paulo Mendes da Rocha, e a Xibô, de Sergio Rodrigues. E não parou por aí, criando estofados para peças de Aristeu Pires, estudiobola, Fernando Mendes, Ronald Sasson e Sérgio e Jack Fahrer, além de revestir espelhos e mesa desenhados por Luiz Fernando Dantas. Alguns de seus móveis completam essa portentosa coleção, com estreia no showroom da Terrasse, em Teresina. Será um momento de muitas celebrações: a do encontro da arte popular com o design brasileiro, a do aniversário de 30 anos da loja piauiense e da vitória de empreendedores que, apesar dos percalços, continuam a desbravar caminhos.

Viva também os 80 anos do principal mestre da arte do couro no Brasil.

Regina Galvão, jornalista


Agradecimentos especiais: ao Luiz Fernando Dantas da TERRASSE, à Renata Mellão e à Eliane Guglielme do A CASA - museu do objeto brasileiro, à jornalista Regina Galvão e ao fotógrafo Darci Bastos.



Visitação da mostra: de 11 de outubro a 1o de fevereiro DE 2020
Realização: TERRASSE
Local: Galeria Passado Composto Século XX,
Alameda Lorena, 1996, Jardins, São Paulo - SP

De segunda à sexta: das 10h às 19h
Sábado: 10h às 15h

voltar home