Jean Gillon
Jean Gillon foi um artista múltiplo: caricaturista, cenógrafo, escultor e pintor que se destacou como arquiteto, decorador, designer de móveis modernos e criador de tapeçarias premiadas. Nasceu em 1919, em Iasi, na Romênia onde se formou pela Faculdade de Belas Artes e de Arquitetura.

Chegou ao Brasil em 1956, estabelecendo-se em São Paulo. Em 1958, decidiu fabricar móveis para os seus projetos de decoração e, mais tarde, para as suas lojas Adorno. A partir de 1964, dedicou-se ao mercado internacional, participando de feiras e exposições, exportando para 22 países. Priorizou, nos seus móveis, três qualidades essenciais: funcionalidade, conforto e beleza. Homenageou o Brasil nomeando partes de suas criações como Amazonas, Rio e Saci. Em 1968, atingiu sucesso internacional pela originalidade e inovação no uso da rede de náilon, com sua escultórica poltrona Jangada, que foi premiada pela MOVESP em 1991. Ao longo dos anos fundou as fábricas Cidam e Woodart e colaborou para a Italma, a Village e a Probel, entre outras.

Projetou residências, lojas e, com muito êxito, vários hotéis de luxo. Em 1992, recebeu o título de Profissional do Ano pela ABD. Foi ativo como ecologista em defesa do Embu, no estado de São Paulo. Faleceu em 2007, em São Paulo, como cidadão brasileiro e amante desta terra que o acolheu.

------------
texto: Graça Bueno
ilustração: Julio Dui

voltar home