Joaquim Tenreiro
Joaquim Tenreiro é considerado o mestre e o precursor do mobiliário moderno brasileiro. Nasceu em 1906, em Melo, Portugal. Era exímio marceneiro, ofício que aprendeu em família. Em 1928, estabeleceu-se no Rio de Janeiro. Estudou no Liceu Literário Português e no Liceu de Artes e Ofícios. Tornou-se designer de móveis, decorador, escultor, pintor, gravador e desenhista.

Entre 1931 e 1942 trabalhou para as fábricas Laubisch & Hirth, Leandro Martins e Francisco Gomes, com móveis de estilo europeu. O nascimento do mobiliário moderno brasileiro iniciou-se em 1941, com o pedido do vanguardista Francisco Inácio Peixoto, para que os móveis fossem adequados à sua casa projetada por Oscar Niemeyer, em Cataguases – MG. Em 1942 criou a Poltrona Leve seguida por gerações de móveis únicos e artesanais, com as qualidades que ele prezava: sobriedade, distinção e acolhimento. Sua obra prima, a Cadeira de Três Pés, de 1947, um dos ícones nacionais, representa a genialidade do designer.

De 1942 a 1968 a frente da Langebach & Tenreiro Móveis e Decorações, inaugurou lojas no Rio de Janeiro em 1947 e em São Paulo em 1953. A partir de 1968, dedicou-se à escultura e à pintura. Faleceu em 1992, em Itapira-SP.

------------
Texto: Graça Bueno
Ilustração: Julio Dui

voltar home