Pedro Petry
Pedro Petry, administrador, que por paixão pelas madeiras tornou-se um eco-designer, foi pioneiro há quase 30 anos no reaproveitamento de árvores caídas na mata e toras descartadas em podas urbanas, que ele chama de madeiras redescobertas. O catarinense de origem alemã, hábil no torno desde o colégio, aperfeiçoou sua técnica na Alemanha e valoriza nas madeiras os nós, os veios e as rachaduras, criando peças únicas pela natureza.

Troncos de árvores frutíferas, como abacateiro e café, transformam-se em vasos e cumbucas. Árvores centenárias da Mata Atlântica, como a sua favorita Imbuia, é matéria prima perfeita para bancos e mesas por suas qualidades técnicas e estéticas. Em 2008 conquistou a parceria com a Orsa Florestal na Amazônia para trabalhar com resíduos e madeiras nativas certificadas pelo FSC das suas áreas de manejo, como o Pequiá e o Acapu.

Desde 2010, a Passado Composto Século XX procura unir o conceito da galeria e seus novos projetos contemporâneos de design sustentável em parceria com o eco-designer, apresentando suas criações únicas feitas com árvores caídas e desenvolvendo peças com série limitada.

-----------
texto: Graça Bueno
ilustração: Julio Dui
voltar home