A marca tradicional Passado Composto foi fundada em 1988 pela antiquária Cida Santana na Rua da Consolação, São Paulo, Brasil. Desde a fundação até 2002, sua filha Maria das Graças S. Bueno foi responsável pela aquisição internacional de antiguidades para o negócio da família no Brasil.
Em 2002, Graça fundou seu segundo endereço na Alameda Lorena, nos Jardins, em São Paulo, a Galeria Passado Composto Século XX, com foco em móveis modernos brasileiros e tapeçarias artísticas do século XX.

A Galeria tem como uma de suas missões resgatar a memória e valorizar o design histórico nacional e a tapeçaria e, portanto, é precursora da realização de exposições em homenagem aos mestres brasileiros, designers e artistas modernos.

Suas exposições geram publicações de livros através da Galeria por sua própria pesquisa e curadoria e de curadores convidados. A Galeria também produz documentários curtos sobre suas exposições e divulga outros curta-metragens e entrevistas relacionadas aos seus designers e artistas favoritos.

Em tempos de união e fortalecimento de tudo o que importa, anunciamos em 2020 a fusão no mesmo endereço da marca Passado Composto fundada em 1988. Mãe e filha juntas, Clássico e Século XX, na Alameda Lorena 1996 celebrando os 33 anos da nossa fundação.

Em 2009, a Galeria, por meio de sua diretora Graça Bueno, coordenou a organização da exposição "Sempre Modernos", com curadoria de Adélia Borges, que marcou a disposição da Galeria de focar seu acervo em seus designers modernos favoritos: Joaquim Tenreiro (mestre do mobiliário moderno brasileiro), Sergio Rodrigues, Jorge Zalszupin e Jean Gillon, dentre muitos outros.

Em 2010, a Galeria colaborou com duas exposições no MCB - Museu da Casa Brasileira, em São Paulo: "Design Brasil 101 Anos de História" (com uma Cadeira de Três Pés do Joaquim Tenreiro) e "A Caminho do Contemporâneo - Um Olhar sobre os Anos 50" (colaborando com a formação da coleção do historiador Jayme Vargas). Também para o MCB, doou peças especiais como: a poltrona Jangada do designer Jean Gillon, uma cadeira projetada por Geraldo de Barros para a Unilabor, o modelo de cadeira Del Rey e uma mesa auxiliar projetadas por Jorge Zalszupin para a coleção MCB - Novas Doações, em 2016 e 2018.

A Galeria também colaborou em 2010 e 2012, respectivamente, escrevendo textos e emprestando móveis do período modernista com estas duas exposições: "Os Modernos Brasileiros + 1" (com peças do acervo de Joaquim Tenreiro e Jean Gillon e texto de Graça Bueno) e "Jerzy Zalszupin - Arquitetura, Design e Reedição" (com o texto O Brasileiro Jorge de Graça Bueno), realizadas no Museu Oscar Niemeyer (MON) de Curitiba. Também em 2012, na Galeria, a exposição "O Brasileiro Jorge".
Em 2011, a Galeria participou do "Design São Paulo" na OCA, São Paulo, com curadoria de Graça Bueno.

Em setembro de 2012, em comemoração ao seu décimo aniversário, a Galeria realizou a exposição e o lançamento do livro homônimo "Artistas da Tapeçaria Moderna", com curadoria de Alejandra Muñoz e apresentação de Graça Bueno, com tapeçarias, obras matrizes, documentos e vídeos dos artistas Genaro de Carvalho, Jacques Douchez e Jean Gillon, reafirmando a paixão de sua diretora pela brasilidade artística e única moderna.

A Galeria realizou várias exposições com curadoria de Graça Bueno: para a feira MADE- Mercado Arte Design, com os seguintes temas: "Tenreiro", em 2013 e "Genaro de Carvalho nos Tempos de Lina Bo Bardi", em 2014, realizadas no Jockey Club de São Paulo; "Brasil Moderno", em 2013; "Assinaturas Modernas", em 2014; e "Nas Tramas de Nicola", 2015, as três mostras realizadas na Galeria.

Em agosto de 2015, Graça Bueno juntou-se ao curador Enock Sacramento na organização da mostra "Navegando com Jean Gillon", realizada em dois locais: na Galeria e na feira MADE no Jockey Club de São Paulo. A exposição reuniu obras de Jean Gillon nas áreas de móveis modernos, objetos, tapeçaria, cenografia, pintura, desenho e escultura, produzidos entre 1940 e 2005. Simultaneamente à exposição, a Galeria Passado Composto Século XX anunciou o relançamento de sua poltrona icônica e premiada intitulada "Jangada", autorizada exclusivamente pela família do arquiteto e designer Jean Gillon e em edição limitada A primeira reedição foi um sucesso, que levou a Galeria, com a permissão da família Gillon, a relançar a segunda reedição em 2017, a terceira em 2018 e a quarta em 2020, todas em edição limitada de 68 peças.

Em abril de 2016, na primeira edição do design da feira SP-Arte 2016, a Galeria apresentou a mostra "Nas Curvas do Modernismo - De Tenreiro a Niemeyer", com sua coleção e estrelas do mobiliário histórico moderno brasileiro, tapeçarias artísticas e obras matrizes, além de fotografias contemporâneas. A exposição, com curadoria de Graça Bueno, mostrou cronologicamente alguns dos primeiros móveis modernos brasileiros, a partir das curvas suaves da pioneira e icônica poltrona "Leve", datada de 1942, projetada pelo mestre Joaquim Tenreiro, até as curvas livres e sensuais dos móveis criados pelos grandes arquitetos Oscar e Anna Maria Niemeyer de 1971 a 1980. A mostra continuou em uma versão mais abrangente na Galeria até agosto de 2016, com o período 1950-1968 destacando os móveis que marcaram o período moderno com sua brasilidade única dos principais designers como Sergio Rodrigues, Jorge Zalszupin e Jean Gillon, dentre outros.

De outubro de 2016 a fevereiro de 2017, a Galeria Passado Composto Século XX reformulou e expandiu o universo do evento de 2012, que incluiu Genaro de Carvalho, Jacques Douchez e Jean Gillon. Desta vez, com a exposição "Artistas da Tapeçaria Moderna II", com curadoria de Antonio Carlos S. Abdalla e de Graça Bueno, o trio se juntou a outros quatro importantes artistas: Norberto Nicola, Rubem Dario, Edmar de Almeida e Eva Soban.

Assim, fazem parte de sua coleção obras matrizes e tapeçarias históricas, de planas às tridimensionais, dos artistas renomados Genaro de Carvalho, Jacques Douchez, Norberto Nicola, Burle Marx, Gilda Azevedo, Rubem Dario, Sylvio Palma e Jean Gillon. A coleção de obras em tapeçarias assinadas por artistas estrangeiros conta com o precursor Jean Lurçat, a renovadora Magdalena Abakanowicz, a premiada Jagoda Buic, dentre outros como Mathieu Matégot e Jocelyne Antoine. Dos artistas contemporâneos, Eva Soban e Renato Dib com obras têxteis.

Em abril de 2017, na segunda edição do setor de design da SP-Arte 2017, a Galeria participou da exposição "Arte Tecida - De Abakanowicz a Nicola - Design - De Warchavchik a Sergio Rodrigues, com curadoria de Graça Bueno. A Galeria contou com ícones internacionais e locais de arte tecida e design moderno, a maioria dos quais participaram da Bienal de São Paulo, como as artistas Magdalena Abakanowicz, Jagoda Buic, Genaro de Carvalho, Jacques Douchez, Norberto Nicola, Rubem Dario e Eva Soban, além dos designers Gregori Warchavchik, Joaquim Tenreiro, Geraldo de Barros, Sergio Rodrigues, Jorge Zalszupin e Jean Gillon e de algumas manufaturas relevantes como Branco & Preto, Móveis Ambiente e Unilabor. A presença contemporânea de Ruy Teixeira com fotografia e Cida Santana com iluminação também se fez presente na exposição.

Em agosto de 2017, a Galeria participou da feira MADE 2017 com a exposição "Nas Tramas da Arte e do Design - De Genaro a Gillon no prédio da Bienal de São Paulo e abriu a mostra "Rodrigo Bueno Celebra o Legado de Norberto Nicola, realizada na Galeria. O artista Rodrigo Bueno, do ateliê Mata Adentro, criou uma instalação pendente, de uma trama de ferro "Rebento" que sai uma diversidade de cordas, fios e folhas de palmeira entrelaçados entre si.

Também em 2017, a Galeria fez importantes parcerias: com a Maresca Interiors em Londres, emprestando algumas tapeçarias e estudos de tapeçaria dos artistas Genaro de Carvalho, Jean Gillon , Rubem Dario e Norberto Nicola para a exposição "Brazil Modern Tapestry", em setembro; com o SESC-SP- Serviço Social de Comércio, emprestando duas obras da artista Niobe Xandó para a exposição "Flusser e as dores do espaço"; e com a revista Casa Vogue Experience, emprestando alguns móveis modernos brasileiros e tapeçarias artísticas, esta última também ocorreu em 2018 e 2019.

Em abril de 2018, a Galeria realizou em dois locais: na Galeria e na terceira edição do Design na SP-Arte 2018, a exposição "Murais Nômades", com curadoria de Graça Bueno. O título foi inspirado na expressão "MuralNomad" do arquiteto naturalizado francês Le Corbusier em referência à tapeçaria artística que ele denominou "mural nômade dos tempos modernos". Nesse ambiente poético, a Galeria levou para os murais modernos da SP-Arte 2018, bordadas ou executadas no tear, além de matrizes de tapeçarias e documentos históricos relacionados às obras, a monumental tapeçaria "Nordeste Seco", refletindo o exuberante tropicalismo do artista brasileiro Genaro de Carvalho, pioneiro da tapeçaria genuinamente brasileira, em composição com os móveis de design do mesmo período.

Em junho de 2018, a Galeria fez outras três importantes parcerias. Primeiro, a Galeria teve o prazer de fornecer duas peças raras para compor a exposição "Tanto Mar - Fluxos Transatlânticos do Design", realizada em Portugal e organizada pelo MUDE - Museu de Design e da Moda. Segundo, com a Side Gallery, na feira Design Miami/Basel, com duas poltronas icônicas dos arquitetos e designers Oscar Niemeyer e sua filha Anna Maria Niemeyer. Terceira, a Galeria emprestou trinta peças de seu acervo para a exposição de um de seus designers favoritos "Ser Estar - Sergio Rodrigues", realizada no Itaú Cultural e simultaneamente realizou uma mostra na galeria comemorando o mesmo designer.

Em agosto de 2018, a Galeria emprestou mobiliário de época para: a inauguração do Centro Cultural de Artes e Ofícios de São Paulo, com a exposição "Liceu - História e Memória"; "Luciana Brito Galeria", com a exposição "Ruptura" e emprestou algumas peças brasileiras modernas para o MAM - Museu de Arte Moderna de São Paulo para o jantar de comemoração de seu 70º aniversário.

Em abril de 2019, a Galeria expôs em dois lugares: na Galeria e na quarta edição do Design na SP-Arte 2019, com a exposição "Arte Tecida II", com foco em tapeçarias artísticas planas da década de 1960, pelos artistas Jacques Douchez, Norberto Nicola e com obras-matrizes do artista Rubem Dario e com a participação da artista Eva Soban. A exposição foi montada com móveis brasileiros modernos, raros e colecionáveis dos designers: Joaquim Tenreiro, Carlo Hauner, Martin Eisler, Geraldo de Barros, Jorge Zalszupin e Jean Gillon. A Galeria fez o lançamento em iluminação da designer e antiquária Cida Santana.

Em agosto 2019, a Galeria apresentou a mostra "Diálogos imprevistos", do fotógrafo internacional Ruy Teixeira e, em outubro, a mostra "Ditos pelo Espedito", parceria com a loja TERRASSE do Piauí, com o artista contemporâneo popular Espedito Seleiro revestindo poltronas de importantes designers brasileiros.

Ainda em 2019, a Galeria fez importantes parcerias: em abril, para a Maresca Interiors, para a exposição "Samambaia", para a Feira de Mobiliário de Milão 2019, com tapeçarias de Genaro de Carvalho e Jean Gillon; em maio, para o Museu Afro Brasil - MAB, com a monumental tapeçaria do artista Genaro de Carvalho "Nordeste Seco" para a exposição "A Cidade da Bahia, das Baianas e dos Baianos Também"; em julho, colaborou com texto e fotos históricas com a Embaixada do Brasil em Tokyo, Japão, com a exposição "Design de Mobiliário Brasileiro - a última expressão do modernismo"; em setembro, colaborou com fotografias e documentos históricos do artista Genaro de Carvalho, para o Museu da Misericórdia, Bahia, com a exposição "Genaro-Traço, Pincel e Trama"; e, em novembro, com a tapeçaria Nordeste Seco para o leilão Projeto Felicidade, do evento Grandes Coleções, organizado e realizado por Pedro Mastrobuono, do Instituto Volpi e do Projeto Leonilson.

A Galeria colaborou com pesquisas, textos, documentos, fotos e catalogação de diversos livros nacionais e internacionais e catálogos, que enaltecem a cultura brasileira: em 2009, "Sempre Modernos - Joaquim Tenreiro, Sergio Rodrigues, Jorge Zalszupin e Jean Gillon", curadoria de Adélia Borges, apresentação de Graça Bueno e catálogo editado pela Galeria Passado Composto Século XX; em 2010, "Os Modernos Brasileiros + 1" (texto de Joaquim Tenreiro por Graça Bueno), publicado pelo Museu Oscar Niemeyer, em 2012: Jerzy Zalszupin Arquiteto Design Reedição (texto O Brasileiro Jorge de Graça Bueno), publicado pelo Museu Oscar Niemeyer; "Móvel Moderno Brasileiro" (com fotos), patrocinado pela Fundação Getúlio Vargas, publicado pela Editora Aeroplano e "Artistas da Tapeçaria Moderna" (com pesquisa, documentos, fotos e textos, para a exposição homônima, com curadoria de Alejandra Muñoz e organização de Graça Bueno), publicado pela Galeria Passado Composto Século XX; in 2014, "Jorge Zalszupin", de Maria Cecilia Loschiavo (com fotos); em 2016, "Desenho da utopia", de Jayme Vargas e Ruy Teixeira (com o expertise de Graça Bueno para a catalogação do mobiliário moderno brasileiro); em 2017, Design Moderno Brasileiro", de Alberto Vicente e Marcelo Vasconcellos (com fotos); em 2018, "Percival Lafer Design, Indústria e Mercado", de Jayme Vargas (com fotos), todos os quatro últimos publicados pela Editora Olhares; em 2019: catálogo da exposição homônima "Genaro-Traço, Pincel e Trama" (com fotos e documentos históricos), publicado pelo Museu da Misericórdia e o catálogo do leilão "Projeto Felicidade", do evento "Grandes Coleções", organizado e realizado por Pedro Mastrobuono, do Instituto Volpi e do Projeto Leonilson (com foto e texto referente à tapeçaria Nordeste Seco).
No exterior, in 2016, com o expertise de Graça Bueno na catalogação de móveis brasileiros modernos do livro "Brazil Modern", de Aric Chen e Zesty Meyers, diretor da R & Company de Nova Iorque, publicado pela Editora Monacelli; and in 2019: na mostra "Design de Mobiliário Brasileiro a última expressão do modernismo" (com texto e fotos de peças históricas), realizada na Embaixada do Brasil em Tóquio, Japão; e no catálogo referente à artista Magdalena Abakanowicz,"Abakanowicz Metamorfizm", com fotos, documentos históricos e texto de Graça Bueno no capítulo "Magda in Brazil: Weaving Histories", assinado e publicado pelo Museu Central de Têxteis, em Lódz, na Polônia.

O acervo do mobiliário de época se completa com criações de importantes designers como Lina Bo Bardi, Carlo Hauner, Martin Eisler, Ernesto Hauner, Geraldo de Barros, Oscar e Anna Maria Niemeyer, Percival Lafer e de representativas manufaturas como Móveis Ambiente, Branco & Preto, Celina, Cimo, Fátima, Jatobá, Liceu de Artes e Ofícios, Mobília Contemporânea e Novo Rumo, dentre outros. Além de lustres e objetos dos Anos 50, 60 e 70 que compõem a ambientação moderna. E pela grande apreciação e admiração ao design escandinavo, a Galeria representa com exclusividade no Brasil o designer Bruno Mathsson, eleito o melhor designer sueco do século XX pelos seus móveis leves e ergonômicos em madeira laminada.

A Galeria conta em seu acervo com obras únicas e gravuras de artistas e arquitetos que marcaram época como Joaquim Tenreiro, Alfredo Volpi, Oscar Niemeyer, Almir Mavignier, Burle Marx, Cláudio Tozzi, Lothar Charoux, Lucio Costa, Maurício Nogueira Lima e Niobe Xandó.

Artistas contemporâneos compõem o ambiente da galeria, como Ruy Teixeira com fotos autorais e com Espedito Seleiro que revisita peças de grandes designers brasileiros com suas intervenções em couro.

O agradável jardim vertical interno integra a natureza à arquitetura e encanta os visitantes com sua variedade tropical dando boas vindas.

Cronologia

Principais exposições da galeria:

2009 - Sempre Modernos - Joaquim Tenreiro, Sergio Rodrigues, Jorge Zalszupin e Jean Gillon e o catálogo homônimo - Galeria Passado Composto Século XX.
2011 - Design São Paulo - OCA.
2012 - O Brasileiro Jorge - Galeria Passado Composto Século XX.
2012 - Artistas da Tapeçaria Moderna (Genaro de Carvalho, Jacques Douchez e Jean Gillon e o respectivo livro bilíngue) - Galeria Passado Composto Século XX.
2013 - Tenreiro - MADE 2013.
2013 - Brasil Moderno - Galeria Passado Composto Século XX.
2014 - Assinaturas Modernas - Galeria Passado Composto Século XX.
2014 - Genaro de Carvalho nos Tempos de Lina Bo Bardi - MADE 2014.
2015 - Nas Tramas de Nicola - Galeria Passado Composto Século XX.
2015 - Navegando com Jean Gillon - MADE 2015 e Galeria Passado Composto Século XX.
2016 - Nas Curvas do Modernismo - De Tenreiro a Niemeyer - SP-Arte 2016 e Galeria Passado Composto Século XX.
2016 - Artistas da Tapeçaria Moderna II (Genaro de Carvalho, Jacques Douchez, Norberto Nicola, Jean Gillon, Rubem Dario, Edmar de Almeida e Eva Soban) - Galeria Passado Composto Século XX.
2017 - Arte Tecida - De Abakanowicz a Nicola - Design - De Warchavchik a Sergio Rodrigues - SP-Arte 2017 e Galeria Passado Composto Século XX.
2017 - Rodrigo Bueno Celebra o Legado de Norberto Nicola - Galeria Passado Composto Século XX.
2017 - Nas Tramas da Arte e do Design - De Genaro a Gillon - MADE 2017.
2018 - Murais Nômades - Tapeçarias de Genaro a Volpi - Design de Tenreiro a Niemeyer - SP-Arte 2018 e Galeria Passado Composto Século XX.
2019 - Arte Tecida II - SP-Arte 2019 e Galeria Passado Composto Século XX.
2019 - Diálogos Imprevistos - Ruy Teixeira - Galeria Passado Composto Século XX.
2019 - Ditos pelo Espedito - Espedito Seleiro - Galeria Passado Composto Século XX em parceria com a loja Terrasse do Piauí.
2020 - Arte tecida III e Design: de Burle Marx a Sylvio Palma - e Design - de Tenreiro a Cida Santana - SP-Arte 2020 Viewing Room e Galeria Passado Composto Século XX

Livros e catálogos e colaboração com pesquisas, textos, fotos e catalogação:
2009 - Sempre Modernos - Joaquim Tenreiro, Sergio Rodrigues, Jorge Zalszupin e Jean Gillon e o catálogo homônimo, editado pela Galeria Passado Composto Século XX.
2010 - Os Modernos Brasileiros + 1, publicado pelo Museu Oscar Niemeyer.
2012 - Jorge Zalszupin - publicado pelo Museu Oscar Niemeyer.
2012 - Artistas da Tapeçaria Moderna, editado pela Galeria Passado Composto Século XX.
2012 - Móvel Moderno Brasileiro, Editora Aeroplano.
2014 - Jorge Zalszupin - Editora Olhares.
2016 - Brazil Modern, The Monacelli Press.
2016 - Desenho da Utopia, Editora Olhares.
2017 - Móvel Moderno Brasileiro, Editora Olhares.
2018 - Percival Lafer, Design, Indústria e Mercado, Editora Olhares.
2019 - Abakanowicz Metamorfizm - catálogo referente à artista Magdalena Abakanowicz assinado e publicado pelo Museu de Lodz, Polônia, onde o capítulo referente ao Brasil foi escrito por Graça Bueno.
2019 - A Cidade da Bahia, das Baianas e dos Baianos Também, publicado pelo Museu Afro Brasil.
2019 - Genaro-Traço, Pincel e Trama, publicado pelo Museu da Misericórdia.
2019 - Projeto Felicidade, do evento Grandes Coleções, publicado por Sergio Altit Leilões.
2021 - Livro Jean Gillon: artista-designer, autores Enock Sacramento, Giancarlo Latorraca, organização e textos de Graça Bueno. Patrocínio Sorocaba Refrescos. Publicação Editora Olhares.


Colaborações com museus e instituições:
2010 - Museu da Casa Brasileira - exposição Design Brasil 101 Anos de História.
2010 - Museu Oscar Niemeyer - Curitiba - exposição Os Modernos Brasileiros + 1. Com coleção de móveis e textos de Graça Bueno sobre Jean Gillon e Joaquim Tenreiro.
2010 - Museu da Casa Brasileira - São Paulo - exposição A Caminho do Contemporâneo - Um Olhar sobre os Anos 50.
2012 - Museu Oscar Niemeyer - Curitiba , exposição Jorge Zalszupin.
2016/2017 - Museu da Casa Brasileira - São Paulo - Coleção MCB - novas doações com a doação de peças especiais dos designers Geraldo de Barros, Jorge Zalszupin e com a poltrona Jangada de reedição da Passado Composto Século XX.
2016/2017/2018 - Casa Vogue Experience, Globo Condenast, com peças do acervo do mobiliário moderno brasileiro e tapeçarias.
2017 - SESC - exposição Flusser e as Dores do Espaço, com dois trabalhos da artista Niobe Xandó.
2018 - MUDE - Museu do Design e da Moda em Portugal - exposição Tanto Mar - Fluxos Transatlânticos do Design, com duas peças raras do acervo do Joaquim Tenreiro.
2018 - Side Gallery na feira Design Miami/Basel, com duas poltronas do Oscar Niemeyer.
2018 - Itaú Cultural - exposição Ser Estar - Sergio Rodrigues, com trinta peças do acervo do mobiliário moderno brasileiro.
2018 - Luciana Brito Galeria - exposição Ruptura, com peças do acervo do mobiliário moderno brasileiro.
2018 - Liceu de Artes e Ofícios - exposição Liceu-História e Memória, com uma poltrona executada por eles.
2019 - Maresca Interiors para o Salão do Móvel de Milão 2019 - exposição Samambaia, com tapeçarias dos artistas Genaro de Carvalho e Jean Gillon.
2019 - Museu Afro Brasil - exposição A Cidade da Bahia, das Baianas e dos Baianos Também, com o empréstimo da monumental tapeçaria Nordeste Seco do Genaro de Carvalho.
2019 - Embaixada do Brasil no Japão, Tokyo - exposição Design de Mobiliário Brasileiro a última expressão do modernismo, com texto e fotos de peças históricas.
2019 - Museu da Misericórdia, Bahia - exposição Genaro-Traço, Pincel e Trama, com fotografias e documentos históricos do artista Genaro de Carvalho.
2019 - Museu de Lodz, Polônia, com o catálogo Abakanowicz Metamorfizm.
2019 - Projeto Felicidade, do evento Grandes Coleções.
2021 - Museu da Casa Brasileira - São Paulo, exposição Jean Gillon: artista-designer, com curadoria de Graça Bueno e Giancarlo Latorraca. Realização da Passado Composto Século XX.
2021- Itaú Cultural - exposição "Geraldo de Barros - Imaginário, Construção e Memória", com móvel do acervo do mobiliário moderno.




Seminários, palestras, bate-papos:
2010 - MAM - bate-papo com a curadora Adélia Borges - tema: Mobiliário Moderno Brasileiro.
2013 - MADE - tema: Mobiliário Moderno Brasileiro.
2017 - VIVA PROJECTS - tema: O Mercado do Móvel Vintage - Galeria Passado Composto Século XX.
2017 - ARTIDOT - tema: O Percurso do Móvel Moderno e da Tapeçaria Artística no Brasil pela Galeria Passado Composto Século XX.
2017 - UNIBES - Seminário Brasil Portugal - tema: A Influência Portuguesa na Tapeçaria Artística Bordada Brasileira e o Intercâmbio entre Portugal e Brasil.
2018 - FAAP - Bate-papo com o curador Abdalla - tema: O encontro com Jacques Douchez e sua obra: O artista brasileiro que nasceu na França.
2019 - SP-Arte 2019 - tema: Design colecionável brasileiro na cena internacional.
2019 - AMDMB - a Galeria Passado Composto Século XX recebeu para uma conversa Livia Debbane - Móvel Moderno Brasileiro: Designers Fundamentais.
2020 - Live: New York Textile Month - Conversa com Lili Tedde, Evento NYTM organizado anualmente por Li Edelkoort.





ALAMEDA LORENA, 1996  |  JARDINS | SÃO PAULO | SP |  BRASIL  |  CEP 01424.002 | lorena@passadocomposto.com.br